Dicas de Pesca com Boia Cevadeira

Publicado: 30/06/2016
Este guia destina-se a iniciantes da modalidade que do meu ponto de vista é um dos mais eficientes para captura dos maiores peixes em pesqueiros do tipo pesque e pague.
Este guia destina-se a iniciantes da modalidade que do meu ponto de vista é um dos mais eficientes para captura dos maiores peixes em pesqueiros do tipo pesque e pague, pode ser usada para capturar diversas espécies sendo que as mais cobiçadas são os peixes denominados "redondos"(pacus, tambaquis, tambacus e patingas), porém é muito eficiente na pesca de outras espécies de peixes tais como carpas, cacharas e tilápias.
Sei que já existe muitas informações dispersas na internet, porém resolvi escrever e reunir aqui para facilitar a leitura e aprendizado aos que querem iniciar, mas vamos ao que interessa:
Pesqueiros: Existem inúmeros pesqueiros espalhados neste nosso país, a pesca com cevadeiras é eficiente apenas para espécies de cativeiro ou seja de lagos artificiais e naturais (pesqueiros de pesque e pague), uma vez que a isca utilizada é a raçao dada como alimento para os peixes ou iscas que imitam estas raçoes. Podemos citar aqui em São Paulo diversos pesqueiros famosos para a pesca nesta modalidade, sendo as que eu considero mais produtivas, não nesta ordem, mas como referência na captura de grandes redondos:
Pesqueiro Taquari: Localizado em São roque, dispensa comentários pelo seu belo lago e enormes exemplares de tambacu entre outros peixes;
Pesqueiro Tio Oscar: Outro pesqueiro antigo e famoso, localizado em Mairinque/ Itu, considero o pesqueiro com os maiores exemplares de tambacu, justamente por ser um pesqueiro bem antigo;
Pesqueiro 3 irmãos: Grande point no inverno, localizado em Itariri proximo a peruibe, possui açao de redondos o ano todo, mesmo no inverno, a temperatura do local raramente cai abaixo de 14 graus, devido a altitude do pesqueiro a nível do mar, os peixes são mais fortes e brigadores do que em outros pesqueiros de são paulo;
Pesqueiro Matsumura: Outro velho e bom pesqueiro localizado em parelheiros, possui um grande lago que proporciona enormes arremessos;
Pesqueiro Kobayashi: Localizado em mogi das cruzes, possui um grande lago e ambiente familiar.
Citarei apenas estes 5 pesqueiros que conheço os lagos, porém existem diversos outros pesqueiros tão bom (ou melhores)do que estes : Corrego das antas, Maeda, Pantanosso, Lago azul em mogi guaçu, 2 palmitos, feroz, lagoa dos patos e etc.........
Material de pesca:
Varas: As varas ideais são as que proporcionam um arremesso longo, devem necessariamente ter um casting (capacidade de lançar iscas) elevado, pois frequentemente o conjunto de cevadeira pesa entre 50~100 gramas.As varas geralmente informam o casting ou Lure em OZ (onça) sendo que a equivalencia aproximada é de 1 OZ= 30 gramas. O comprimento das varas nao importa, desde voce consiga fazer um bom arremesso. Existem varias varas que servem para a modalidade, consulte o pessoal da Marzan Pesca que o pessoal vai te orientar, cabe também ao pescador verificar qual atende a sua necessidade.


Linhas: Existem linhas monofilamento e multifilamento, sendo que cada uma tem a sua vantagem e desvantagem. A escolha de uma ou outra engloba diversos fatores, inclusive o financeiro. Tenho preferência pela linha de multifilamento pela sua menor espessura e uma fisgada mais seca e rápida.
A referência que utilizo e julgo como ideal para a modalidade são as de linhas de 30 a 40 libras/lb (1 lb equivale a mais ou menos 450 gramas). Utilizo a linha de 40 Lbs/0,28 pelo fator resistência durante o arremesso, ela raramente se parte durante o arremesso.


Chicote: Além da linha principal, na modalidade cevadeira utiliza-se um chicote de monofilamento ou fluorcarbono, o diâmetro da linha varia entre 0,30 a 0,50 mm. Prefira os chicote feitos por linha transparente, pois quando mais invisível for para o peixe, mais eficiente é.


Carretilha ou Molinete: O ideal para a modalidade na minha opinião é a carretilha, devido principalmente a facilidade de travamento da linha durante o arremesso, na pesca com cevadeiras arremessar no ponto certo é importantíssimo, muitas vezes até mais importante do que a isca utilizada, porém molinetes podem ser utilizados sem problema algum...conheço exímios pescadores de cevadeira que utilizam o molinetes, sem perder precisão de arremesso.Para pesqueiros a minha escolha é por carretilhas de perfil baixo que comportem pelo menos 120 mtrs de linha. Muitas pessoas perguntam se não é melhor usar carretilhas de perfil alto, ou que comportem mais linha, usar carretilhas com maior capacidade de linha não prejudica em nada na modalidade, porém possui o fator peso !! Estamos falando em arremessar 70 gramas por pelo menos 50 metros o dia inteiro, isso dá pelo menos 200 arremessos, as vezes precisamos arremessar 70-80-90 metros para chegar no peixe. Só quem já pesca nesta modalidade sabe como é importante o equilibrio do conjunto de vara+carretilha, por isso peso da carretilha é importante..seu braço/ dedo e ombro vai agradecer no fim da pescaria.


Anzol: Não existe um anzol específico para a pesca com cevadeira para redondos, os mais utilizados são o Chinu tamanho 6,7 e 8, Maruseigo tamanho 18 e 20 e o de robalo 1/0 a 3/0 (anzol tipo wide gap) (respectivamente os modelos nas fotos). Costumo usar os maruseigos tamanho 18 e 20, niquelado ou preto, uso também os anzois do tipo "Robalo" tamanho 2 e 3. Diversos outros anzois podem ser usados. Dê preferencia aos de boa marca e com resistência comprovada, não é raro o anzol voltar mastigado ou até mesmo ser cortado durante a briga com o redondo. O Uso do cabo de aço é desaconselhável por inibir os ataques de peixes, prefiro mil vezes perder um anzol do que perder uma fisgada, Varia muito do pesqueiro e dia a escolha da cor de anzol, via de regra quando menor o anzol maiores são as chances de açao, porém mais arriscado de perder o peixe por entortar o anzol ou cortar o mesmo com mais facilidade, neste caso deve se regular muito bem o drag da carretilha, soltando a frição.


Ceva: Usamos como ceva a raçao dada para os peixes, ela é conhecida também como Guabi, existem diversas marcas, e são próprios para peixes.Podemos usar a Guabi como isca, sendo que ela pode ser preparada amolecendo na pinga ou vodka, existem diversos tutoriais ensinando como faze-la, é uma das iscas mais eficientes para a modalidade, aconselho usar um atrativo também muito eficiente veja:


Boias cevadeiras: Para a boia cevadeira existem diversos tamanhos de copos e pesos diferentes, as mais utilizadas pesam entre 45 e 60 gramas. Coloca-se a ceva no copo da cevadeira e arremessa o conjunto, a boia em contato com a água vai flutuar na parte superior, liberando a ceva para atrair o peixe.


Boinha: Boia para visualização de fisgada do peixe, o uso dela é opcional, mas é muito importante para identificar a profundidade que o peixe está se alimentando além de visualizar o momento da fisgada, o tamanho mais utilizados é o 3, porém outros tamanhos podem ser utilizados também. Uma dica quando já souber a altura que os peixes estão se alimentando é amarrar uma linha direta na cevadeira com a profundidade do chicote, esta montagem é muito útil principalmente nos dia com muito sol, quando fica difícil a visualização da boinha. Eliminando a boinha a identificação da fisgada é feita visualizando a própria boia cevadeira.


Montagem: A montagem tradicional é amarrar um chicote no girador da boia cevadeira, este chicote tem geralmente 3 metros de comprimento, deve se colocar uma boinha para identificação de fisgada e regulagem de profundidade (uso opcional), finalizando com anzol amarrado na ponta da linha.O uso de EVA é opcional, o EVA ajuda a flutuar a isca e deixa-la a flor d'água nos dias que os peixes estão muito ativos e alimentando na superfície. Usei uma linha fluorescente e chicote curto para facilitar a visualização.


EVA: O EVA é uma espuma rigida que ajuda na flutuabilidade da isca, pode ser de várias cores, tem dias que o peixe é seletivo quanto a cor e a utilização da mesma na montagem.


Miçangas: Sao as iscas plásticas que imitam a ceva dada aos peixes. Não existe uma cor certa a ser utilizada, o peixe é muito seletivo quanto a cor quando estão manhosos, sendo que o grande desafio é achar a cor e montagem certa. Caso acerte é um peixe atrás do outro.A montagem pode mudar muito no decorrer do dia, sendo que o pescador deve buscar uma nova montagem caso não tenha sucesso nas açoes. Utiliza-se muito também os coquinhos, caroços de azeitona entre outros.


Outras tralhas: Na pesca de tambas alguns itens são fundamentais para uma boa pescaria, tenha se possível nas tralhas um bom alicate de bico longo para retirada do anzol, os redondos possuem mandíbulas e dentes muito fortes, tenha também palito de dente para travar o EVA na altura desejada, guarde também alfinete para espetar na cevadeira para ajudar no arremesso de iscas que não sejam a miçanga ex: Pão, salsicha e beijinho.
Se puder tenha uma câmera fotográfica para registrar a pescaria.... quem sabe não sai o tão cobiçado troféu não é mesmo ?? Tenho certeza que você vai se odiar se não tiver câmera para registrar o tamba de 25 kilos .
Repelente também não pode faltar além de protetor solar e um boné ou chapeu de pesca. Óculos polarizados podem ajudar na visualização da boia quando houver muito reflexo na água.


De resto é muito treino e dedicação, vai perceber que a pesca com cevadeira é muito dinâmica, pois força o pescador a ser técnico quanto ao arremesso certeiro e a buscar a montagem e cor da miçanga "matadeira". Espero ter ajudado aos que iniciam na modalidade. Sugestões e informaçoes complementarem devem ser postadas, uma vez que a idéia do post é de ser o guia definitivo para a pesca com cevadeiras.
As marcas de material de pesca utilizados nas fotos são as que comercializamos, e em nenhum momento quero dizer que são as melhores ou mais adequadas a modalidade, são apenas marcas e opções a serem consideradas. Cliques nas fotos para consultar os preços.


Ótima Pescaria para todos
Voltar